Mapa Santa Catarina 
 Roteiros Turísticos 
 Como chegar

 Santa Catarina , 20 de Dezembro de 2014

ROTEIROS TURÍSTICOS

Cidades:
Araranguá
Balneário Camboriú
Barra Velha
Blumenau
Bombinhas
Garopaba
Governador Celso Ramos
Itajaí
Itapema
Jaraguá do Sul
Joinville
Lages
Laguna
Palhoça
Penha
Pi�arras
Piratuba
Porto Belo
São Francisco do Sul
Treze Tílias
Florianópolis
Guia Floripa - O Endereço de Florianópolis na Internet

Santa Catarina tem belezas para todos os gostos, culturas das mais variadas tradições. Colonizada por imigrantes portugueses, alemães, italianos, holandeses, austríacos, suíços e gaúchos, além das heranças dos primeiros habitantes, guarda em seus recantos belezas e atrações incríveis, que encantam a todos que a visitam.

O Estado foi dividido em dez roteiros turísticos e o Guia Santa Catarina apresenta um resumo de cada um deles. Consulte-o e escolha o destino que mais tem a ver com você. Ou então aproveite para conhecer um lugar diferente de tudo o que você já viu. Santa Catarina sempre reserva boas surpresas.

 

Caminho dos Príncipe Ilha de Santa Catarina
Vale Europeu Litoral Sul
Litoral Norte Caminhos do Sul
Rota do Sol Serra Catarinense
Costa Esmeralda Rota da Amizade
 
 

Caminho dos Príncipes

Região colonizada principalmente por alemães, mas também por italianos, poloneses, franceses, suíços e noruegueses, o Caminho dos Príncipes conserva em sua arquitetura e hospitalidade os traços trazidos pelos imigrantes europeus. Diversidade ecológica, natureza rica e conservada, pólos industriais, ferrovia, tudo isso se encontra no Caminho dos Príncipes. Joinville é não só a maior cidade da região, mas do estado. Conhecida como Cidade dos Príncipes e das Flores, é o maior pólo industrial e exportador catarinense. O Festival de Dança de Joinville foi reconhecido pelo Guinness Book em 2005 como o maior festival de dança do mundo. Capital brasileira da dança, Joinville é a única cidade do mundo a sediar uma filial do Teatro Ballet Bolshoi de Moscou fora da Rússia, a Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Jaraguá do Sul, localizada no Vale do Itapocu, oferece ótimas condições para a prática de esportes de aventura, especialmente o vôo livre. O Parque Malwee, em uma área de 2,5 milhões de metros quadrados e 1,5 milhão de metros quadrados de área verde, possui matas ciliares e restinga preservadas e uma parte reflorestada com árvores exóticas. Rio Negrinho é famosa pelo passeio no trem a vapor, que percorre 45 km de descida na Serra do Mar, passando por túneis, pontes e rios. São Bento do Sul preserva com afinco as tradições dos colonizadores, homenageadas no mês de outubro com a Musikfest.
Principais municípios: Joinville, Jaraguá do Sul, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Mafra e Canoinhas.

 



 

 

 

Vale Europeu

 

O Vale Europeu é cortado pelo Rio Itajaí e foi colonizado principalmente por imigrantes alemães e italianos. Traços da cultura germânica são marcas registradas de cidades como Blumenau, Pomerode e Brusque, com suas construções em estilo enxaimel, ruas floridas e bem cuidadas, culinária e festas típicas como a Oktoberfest, em Blumenau, e a Fenarreco, em Brusque. A cultura italiana tem seu primeiro núcleo de colonização na região e está presente em municípios como Nova Trento, São João Batista e Rodeio. Muitas pessoas são atraídas pelo turismo de compras já que o Vale Europeu abriga pólos têxteis, calçadistas, centro de venda de cristais e porcelanas.

 

O turismo religioso também tem seu lugar. O maior centro religioso do Estado e segundo maior do Brasil fica em Nova Trento, no Santuário de Santa Paulina. Em Brusque fica o Santuário de Azambuja, que também atrai muitos fiéis. O ecoturismo é mais presente nos municípios de Ibirama e Apiúna, onde ficam algumas das maiores corredeiras para prática de rafting, enquanto Rio do Sul é conhecida como a Capital dos Esportes Radicais, onde os apaixonados pelo ecoturismo poderão praticar rapel, trekking, canyoning e vôo livre.
Principais municípios: Blumenau, Pomerode, Brusque, Nova Trento, Indaial e Rio do Sul.

 

 


 

 

Litoral Norte

 

As praias são o maior atrativo desta região do Estado. São Francisco do Sul é a cidade mais famosa e pólo econômico do Litoral Norte. É uma ilha que fica localizada na Baía da Babitonga, que além de São Chico, como é carinhosamente chamada a cidade de São Francisco do Sul, abriga outras 20 ilhas, aproximadamente. A Baía da Babitonga é uma grande enseada abrigada, o que permite navegação o ano inteiro e atrai pescadores de todas as regiões. Os maiores pontos turísticos de São Francisco do Sul são o Museu Nacional do Mar, único do gênero no país, o casario histórico de São Francisco do Sul, o Forte Marechal Luz e o Porto de São Francisco do Sul, o melhor porto natural do Sul do Brasil e o maior do Estado. Por ser cidade histórica, possui várias construções tombadas pelo patrimônio histórico. Além, é claro, das 13 opções de praias, desde as mais tranqüilas às badaladas.

 

Em Penha fica o Beto Carrero World, quinto maior parque temático do mundo. Os municípios de Barra Velha, Itapoá e Barra do Sul também oferecem ótimas opções de praias. São balneários com ares de vilas de pescadores que durante o ano conservam a tranqüilidade das cidades pequenas e no verão transformam-se em movimentados centros turísticos. A cultura açoriana está presente na culinária, à base de frutos do mar, nos costumes e nas embarcações, construídas artesanalmente.
Principais municípios: São Francisco do Sul, Itapoá, Penha, Piçarras e Barra Velha.

 

 


 


Rota do Sol

 

Com tantas atrações, desde praias a parques temáticos e outras opções de lazer, só poderia ser o turismo a principal atividade da região da Rota do Sol. Balneário Camboriú recebe na temporada mais de meio milhão de turistas, muitos deles estrangeiros. Há todo tipo de opções na cidade: ecoturismo, turismo de compras, praias tranqüilas, praias badaladas e muito agito noturno. A cidade não pára, tem atrações 24 horas por dia e a infraestrutura é completa. O Parque Unipraias liga a Praia Central de Camboriú à Praia de Laranjeiras por um teleférico, oferecendo uma belíssima e privilegiada vista panorâmica. O passeio de bondinho oferece três paradas: Estação Barra Sul, Estação Mata Atlântica e Estação Laranjeiras. No parque é possível fazer trilhas ecológicas e praticar arvorismo. Também em Balneário Camboriú fica a Praia do Pinho, primeira praia oficial de nudismo do Brasil. Itajaí, cidade portuária e centro econômico da região, mantém preservados traços históricos da colonização portuguesa. As praias mais famosas de Itajaí são a dos Amores, de Cabeçudas e Brava. Na vizinha Navegantes fica o aeroporto internacional que atende toda a região Norte do Estado.
Principais municípios: Balneário Camboriú, Itajaí e Navegantes.

 

 


 


Costa Esmeralda

 

Este pequeno trecho do litoral é mais um pedacinho de paraíso em Santa Catarina. O tom verde do mar dá nome a esta região que tem mais de 30 belas praias de águas transparentes e ótimas para prática de mergulho. Por estar localizada próximo à Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, a Costa Esmeralda é muito procurada por mergulhadores de todo o Brasil. A cultura açoriana está presente nos vilarejos de pescadores, na culinária baseada em frutos do mar, nos costumes e no folclore. A maior atração de Porto Belo, além das diversas praias, é a Ilha de Porto Belo. Na Ilha foram encontradas inscrições rupestres dos primeiros homens que habitaram a região e é possível fazer trilhas orientadas na Mata Atlântica. Itapema é o terceiro destino mais procurado por veranistas em Santa Catarina. A cidade conseguiu aliar natureza e infra-estrura oferecendo aos visitantes belas praias e costões sem se afastar do centro urbano. No verão Itapema recebe quase 200 mil turistas e oferece atrações aos mais variados gostos, como jet ski, banana boat, vela e outros esportes. Em Bombinhas as maiores atrações são as mais de 20 praias, a água límpida, a natureza e a biodiversidade do local. As atividades mais praticadas são mergulho, snorkelling, surf, vela e esqui aquático.
Principais municípios: Itapema, Porto Belo e Bombinhas.

 


 

 

 

Ilha de Santa Catarina e Grande Florianópolis

 

Florianópolis é conhecida como a Ilha da Magia. Dizem que quem vem uma vez se apaixona e quer sempre voltar. Suas belezas naturais atraem milhares de turistas dos mais diversos lugares todos os anos. Capital de Santa Catarina, possui 436,4 km² de extensão, somadas as áreas insular e continental. É uma cidade de contrastes. Pequenos centros urbanos e completa infraestrutura dividem espaço tranqüilamente com as vilas de pescadores e outros povoados do interior da Ilha. Nessas comunidades, como o Ribeirão da Ilha e Santo Antônio de Lisboa, depara-se com todos os costumes açorianos nos conjuntos arquitetônicos, nos fortes, nas igrejas históricas, no artesanato, na mesa, onde o prato principal, é claro, sempre vem do mar, e até no jeito de falar daquele que é conhecido carinhosamente como manezinho da Ilha, o autêntico florianopolitano. Há sítios pré-históricos onde encontram-se inscrições rupestres muito antigas, localizados na Ilha do Campeche e no Costão do Santinho. Nas áreas urbanizadas estão os centros de eventos, hotéis, resorts, shoppings centers e teatros. A Ilha de Santa Catarina oferece atrativos para todos os gostos: praias lindas, lagoas doces e salgadas, ilhas, trilhas, ecoturismo, ecoesporte, passeios de escuna e muito mais.

 

Na região da Grande Florianópolis, nos municípios vizinhos de São José, Biguaçu, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz os atrativos também são grandes. Em Santo Amaro da Imperatriz as Caldas de Imperatriz, os rios para a prática de rafting e os morros para praticar vôo livre fazem da natureza o principal atrativo. Em Governador Celso Ramos ficam algumas das mais tradicionais vilas de pescadores, como Ganchos, região em que a cultura açoriana é fortemente preservada. Palhoça tem algumas das mais belas praias do litoral sul, como a Guarda do Embaú, Praia da Pinheira, Praia do Sonho e Enseada do Brito.
Principais municípios: Florianópolis, Palhoça, São José, Santo Amaro da Imperatriz e Governador Celso Ramos.

 

 


 

 


Litoral Sul

 

O Litoral Sul também abriga belíssimas praias e um possui grande valor histórico. Laguna é a maior das cidades e foi lá que passou o Tratado de Tordesilhas, traço imaginário que dividiu o Novo Mundo entre Portugal e Espanha no século XV. Laguna é também a terra da heroína Anita Garibaldi. Mais de 600 construções já foram tombadas pelo patrimônio histórico. Muito famoso é o Carnaval de Laguna, que atrai turistas de todas as partes em busca de diversão e alegria durante o verão.Outros pontos muito visitados em laguna são o Farol de Santa Marta e a Lagoa Imaruí. Garopaba e Imbituba, outras duas cidades de colonização açoriana, guardam em seus recantos locais com belíssimos visuais e praias selvagens, que deslumbram aqueles que os conhecem. Por manter preservadas as belezas naturais, o Litoral Sul é ótimo para o ecoturismo nas matas, trilhas ecológicas e cachoeiras. As praias nesta época ficam lotadas, pois além dos banhistas muitos surfistas procuram as águas da região para a prática do esporte. Campeonatos de surf são disputados com freqüência nas praias do Litoral Sul, que costuma receber surfistas vindos inclusive de outros países atrás das ótimas ondas dessas praias. As praias mais famosas de Garopaba são Praia da Ferrugem, Siriú, Garopaba, Ibiraquera, Silveira, Barra, Ouvidor e Vermelha. Em imbituba a mais famosa é a Praia do Rosa.
Principais municípios: Laguna, Garopaba e Imbituba.

 

 


 

 

 

Caminhos do Sul

 

A região sul do Estado recebeu a maior corrente migratória italiana do Estado. O principal município é Criciúma, por seu desenvolvimento industrial e econômico. Capital brasileira do carvão e dos revestimentos cerâmicos, detém uma das maiores reservas minerais do país e é o maior produtor brasileiro e a segunda maior região produtora do mundo de pisos e azulejos.

 

Tubarão também é uma das mais desenvolvidas cidades da região, sua economia está ligada ao comércio, agricultura, pecuária e indústria cerâmica. Dois dos atrativos turísticos do município são as estações de águas termais e o Museu Ferroviário de Tubarão. Mas as pequenas cidades também tem seus atrativos. A colonização italiana é mais presente em pequenos municípios como Urussanga, Nova Veneza e Orleans, que mantêm mais arraigada a cultura dos imigrantes.

 

A cada dois anos ocorre em Urussanga a Festa do Vinho e nos anos de intervalo entre uma festa e outra, a cidade de Nova Veneza organiza a festa italiana Ritorno Alle Origini, para celebrar a cultura local. Nas cidades da região é possível provar um bom vinho de colônia, queijos e salames italianos, entre outros produtos caseiros. Em Urussanga encontra-se uma réplica da Pietá de Michelangelo, que foi doada pelo Vaticano e está exposta no i nterior da Igreja Matriz.


Mais ao Sul as atrações são os cânions de até 720 metros de altura na região do Parque Nacional dos Aparados da Serra e da Serra Geral, na fronteira com o Rio Grande do Sul. Penhascos, vales, inúmeras cachoeiras, campos e florestas guardam belezas naturais. No Parque Nacional dos Aparados da Serra fica o Cânion do Itaimbezinho e no Parque Nacional da Serra Geral ficam os cânios Fortaleza, Malacara, Churriado e Faxinalzinho.
Principais municípios: Criciúma, Tubarão, Urussanga, Araranguá, Sombrio e Braço do Norte.

 




Serra Catarinense

 

A Serra Catarinense, ou Planalto Serrano, é região mais fria do país, lugar onde neva a cada inverno, mesmo que em alguns poucos dias. O frio é tanto que até as cachoeiras congelam, árvores e outras plantas ficam cobertas de branco num espetáculo de beleza fascinante, que fica a apenas duas horas do litoral.


A maior cidade da região, Lages, era ponto de parada dos tropeiros que levavam gado do Rio Grande do Sul a São Paulo há mais ou menos duzentos anos, por isso características gaúchas são tão marcantes em toda a serra, como o hábito de tomar chimarrão e a mesa sempre farta com delícias coloniais. É em Lages também que acontece a maior festa do inverno, a Festa do Pinhão, que atrai milhares de turistas de outras cidades e estados. Nesta região foi criado o turismo rural. Quem se dirige à serra pode ficar alojado nos mais hospitaleiros hotéis-fazenda ou pousadas rurais. As maiores atrações destes lugares são os passeios a cavalo, de charrete, visitas a atrações naturais, ecoesporte e o turista ainda pode conhecer e participar da vida do campo em atividades como ordenha de vacas ou pescaria em açudes.


O caminho para quem chega ao planalto serrano também é fascinante. As maiores atrações são a Serra do Rio do Rastro, conhecida como o portal da Serra Catarinense. Do mirante, localizado no município de Bom Jardim da Serra, pode-se vislumbrar as curvas desta estrada que liga o planalto ao litoral catarinense. Em São Joaquim, a cidade da maçã, a maior atração é mesmo a neve. No início do ano acontece a colheita da maçã e pode-se provar o mel serrano. Urubici concentra alguns dos melhores pontos para a prática de turismo de aventura, como rapel, canoagem, cavalgadas e trilhas. Não se pode deixar de visitar na cidade o Morro da Boa Vista, com 1.827 metros de altitude e o Morro do Convento, com 1.822 metros, onde fica o cartão-postal de Urubici, a famosa Pedra Furada.
Principais municípios: Lages, São Joaquim, Urubici, Bom Jardim da Serra, Urupema e Bom Retiro.

 

 




Rota da Amizade

 

A região oeste, conhecida como Rota da Amizade, fica entre o limite marcado pela BR 116 e a fronteira com a Argentina. É nesta região que fica o Cale do Contestado, palco histórico de um episódio que marcou a região e é lembrado nos museus e monumentos que homenageiam este acontecimento. A cultura mais presente é a italiana, responsável pela colonização de cidades como Chapecó e Videira.

 

A região dos municípios de Videira, Tangará e Pinheiro Preto é conhecida como Vale da Uva e do Vinho. Há também as cidades de tradição alemã, como Itapiranga, berço da primeira Oktoberfest de Santa Catarina. Treze Tílias é o verdadeiro Tirol brasileiro, e preserva intactas características dos imigrantes austríacos.

 

A pequena Frei Rogério é uma colônia de japoneses que surpreende os visitantes. Fraiburgo é a capital brasileira da maçã, responsável por quase a metade da produção nacional de maçãs. O município de Piratuba, no meio-oeste, é muito procurado por suas fontes de águas termominerais, e se formos adiante, na região de Águas de Chapecó, Palmitos, São Carlos, Quilombo e Caibi encontraremos a Rota das Termas. Chapecó é uma das maiores cidades da região que tem entre suas atrações o turismo rural, de eventos e religioso. O monumento O Desbravador é o cartão de visitas da cidade, que homenageia os primeiros colonizadores que desbravaram e colonizaram o município. Xanxerê é a Capital Estadual do Milho. São Miguel do Oeste é a principal cidade da região que faz fronteira com a Argentina, rota dos viajantes do Mercosul.
Principais municípios: Concórdia, Chapecó, Videira, Piratuba, São Miguel do Oeste e Treze Tílias.

   


             

 


Copyright© 2002 - 2013 - Multinet Sistemas Ltda
Guia Santa Catarina - Guia Floripa
Todos os direitos reservados
Fale conosco