Guia Santa Catarina - Palhoça - Atrativos Naturais

   
 
Praias
Ilhas
Outros

Praias   Voltar ao topo da página











 
Natureza preservada

Palhoça possui um dos maiores mangues de toda a América do Sul. Quase 70% de sua área é composta pela Mata Atlântica, que pertence ao Parque Estadual da Serra do Tabuleiro. Considerado a maior unidade de conservação do Sul do Brasil, com 90 mil hectares, o parque é destino obrigatório de quem visita Santa Catarina. O local ocupa área de nove municípios, sete ilhas e apresenta grande diversidade de ecossistemas, incluindo campos de altitude, mata nebular, floresta de araucárias, restingas e manguezais.

O ponto culminante do parque fica no município de Palhoça, a 20 quilômetros de Florianópolis e é chamado Morro do Cambirela. Com 1.043 metros de altitude, o morro proporciona maravilhosas vistas para aqueles que se aventuram em subir suas trilhas. Dentro do parque existem também diversos registros deixados pelos povos que habitaram o local há milhares de anos.
Mas as atrações de Palhoça não ficam só nisso.

A Ponta do Papagaio que separa a Pinheira da Praia do Sonho oferece belas paisagens aos visitantes. Apesar do difícil acesso - é preciso seguir um bom trecho pela areia da praia - o esforço é recompensado por uma bela paisagem natural. Um pequeno morro coberto de Mata Atlântica separa as duas praias formando uma enseada de mar calmo e esverdeado. Ao longo de toda a ponta há várias casas incrustadas no morro e a pesca da garoupa, que faz suas tocas entre as pedras do costão. Dali é possível avistar a Ilha do Papagaio um dos lugares onde a natureza foi mais prodigiosa. Para chegar lá, é necessário pegar um barco que faz a travessia durante cerca de três minutos. Ao invés da badalação e do furor, causado pela invasão dos turistas em Floripa, é possível desfrutar de muito sossego, sombra e água fresca.

Vale destacar que os 142 mil m2 da ilha estão restritos aos hóspedes da pousada. Quem não puder se hospedar nesse pedaço de paraíso, tem opções de fazer trekking pelas trilhas, passeios de barco até lugares bem próximos - como o Sul da Ilha de Santa Catarina -, mergulhar e andar de jet ski. Há também caminhadas feitas na companhia de monitores que vão falando sobre a fauna e a flora do local. As outras atividades são pagas por fora. No inverno, a Ilha do Papagaio recebe a visita das baleias francas, que procriam e amamentam seus filhotes. Algumas aves marinhas, como trinta-reis, também surgem esporadicamente.

 

Praia da Enseada de Brito

 

A Enseada de Brito é o maior distrito de Palhoça, ocupando 70% de seu território, porém, não é necessário percorrer tudo, basta apenas uma visita ao vilarejo central para perceber que o lugar guarda ainda traços dos primeiros colonizadores açorianos. A praia é repleta de barcos de pescadores e sítios de cultivo de ostras e mariscos, e possui um lindo visual do Sul da Ilha de Santa Catarina. Além disso, há outras atrações na Enseada como trilhas que atravessam os morros da região - recheados de cachoeiras e riachos. Boa parte da natureza ainda está intocada.


Pedras Altas

 

Localizada na ponta direita da Enseada de Brito, Pedras Altas é a segunda praia reconhecida como reduto naturista em Santa Catarina. Cercada por formações rochosas, que fazem com que a área fique mais isolada, oferece um mar tranqüilo e seguro. Um lado da praia é reservado para casais e famílias e o outro para solteiros. Os dois lados da praia oferecem bar e restaurante. Entre as opções de lazer estão os passeios de barcos pelas ilhas, caminhadas que levam a riachos com piscinas naturais, além de locais para fazer pic-nic. O código de ética é fiscalizado pelo Clube Naturista local.


Praia do Sonho

 

A praia do Sonho é um refúgio para quem busca paz, tranqüilidade e um contato mais íntimo com a natureza. Com águas calmas e límpidas, é o lugar perfeito para pescar (antiga colônia de pescadores) ou simplesmente descansar. Da praia é possível avistar a Ilha de Santa Catarina e o farol da Barra do Sul, além da ilhota de Araçatuba, onde fica a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição e as Ilhas Três Irmãs. Para conhecê-las de perto, só com um passeio de barco, que é uma atividade necessária para quem visita o local. Passear pelas montanhas que cercam a região, todas integrando o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro também é uma ótima alternativa para se conhecer um pouco da rica fauna e flora da região.


Pinheira

 

Enquanto a Guarda do Embaú recebe turistas do Brasil inteiro, à procura de agito e badalação, a vizinha Pinheira reserva atrações especiais para os adeptos de um balneário mais tranqüilo e com pouco agito. São águas calmas de tons verdes e azuis, montanhas e morros que emolduram a pinheira e diversas ilhas que fazem desta praia um lugar consagrado do litoral catarinense. Formada basicamente por pescadores e pequenos comerciantes, a Pinheira possui boa infra-estrutura de supermercados, lojas, farmácias, pousadas e muitos restaurantes. Caminhar pelos morros que cercam a região é uma boa pedida para quem visita este pedaço do paraíso.


Guarda do Embaú

 

A Guarda do Embaú é considerada uma das dez mais belas praias do Brasil e um dos melhores lugares para praticar o surf. Com possui pouca infra-estrutura, a pesca e o aluguel das casas são as únicas atividades econômicas da região. Gente bonita é o que não falta por ali. A paquera rola solta de dia e de noite, e os poucos barzinhos que existem costumam ficar abertos até o amanhecer. O acesso à praia é pelo rio, nadando ou de canoa. Existe ainda, uma pequena praia no canto norte - a praia da Barra - que pode ser alcançada por uma trilha à margem do rio da Madre.

Subindo o morro até pedra do Urubu é possível ter uma visão paradisíaca de toda a Guarda e da vizinha Praia da Pinheira. Mas as atrações não param por aí. Quem gosta de se aventurar por trilhas ecológicas, tem que conhecer as duas cachoeiras da Guarda. Para chegar até a cachoeira de Zanela, com 8 metros de altura, é necessário caminhar 40 minutos dentro da mata e atravessar rios até alcançar a queda d'água. Já a cachoeira de Maciambú é menor, porém, o rio corre pela mata e forma um imenso lago, dividindo-se em duas quedas, formando outro lago logo embaixo. Um passeio inesquecível.

Confira aqui um texto que mostra um passeio até a Guarda do Embaú, com fotos.

Pousada Amarelo Hibisco


Praia de Fora

 

Freqüentada principalmente por nativos vindos dos municípios vizinhos, a praia de Fora é uma colônia de pescadores com mar calmo e uma longa faixa de areia grossa. Localizada perto do morro do Cambirela, é o balneário mais próximo do município de Palhoça. Passeios de barco com os pescadores e algumas caminhadas por pequenas trilhas no Morro dos Cedros, na ponta da praia, ao lado direito, são uma boa alternativa de lazer. À noite, experimente observar as luzes da Ilha de Florianópolis - um espetáculo à parte da Praia de Fora.


Praia de Cima

 

A Praia de Cima não é tão extensa, porém, abriga a porção mais bela da Pinheira. Situada entre dois pequenos e verdejantes morros, dali é possível avistar o farol e a praia dos Naufragados, em Florianópolis, as ilhas Três Irmãs e toda a enseada formada pela praia de Baixo. Ao Sul da praia de Cima, há uma trilha que leva o visitante a um aglomerado de rochas que forma uma ponta que avança sobre o mar. O visual das ondas que quebram neste local e as águas invadindo as partes mais baixas, formando pequenas banheiras de água cristalina é um dos cenários mais belos da natureza. O costão que dá acesso às banheiras é bastante procurado pelos surfistas.


Ponta do Papagaio

 

Localizada entre a Pinheira e a praia do Sonho, a Ponta do Papagaio oferece belas paisagens aos visitantes. Com boas pousadas, restaurantes e muitas belezas naturais, é uma boa alternativa para quem procura um lugar sossegado com a paz da natureza. A qualidade de seus empreendimentos, como a Pousada dos Papagaios e a criação de mariscos cuja qualidade é considerada a melhor do país são destaques do lugar.


Praia do Tomé

 

Localizada na Barra do Aririú, a praia do Tomé é caracterizada principalmente pela fartura do pescado e a rica fauna. Freqüentada por banhistas de vários lugares, o local oferece uma boa opção de bares e restaurantes.




Ilhas   Voltar ao topo da página

 

Ilha de Araçatuba

 

Localizada no extremo sul da Ilha de Santa Catarina, entre a Ponta da Pinheira e a dos Naufragados, a Ilha de Araçatuba engloba também duas ilhotas menores, a do Papagaio Pequeno e a do Papagaio Grande, e forma com a última das pontas o canal propriamente chamado de Barra do Sul. É lá que está localizada a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição.


Ilha do Papagaio

 

A Ilha do Papagaio fica no município de Palhoça, a 30 km de Florianópolis, e é propriedade particular da família Sehn desde 1971. Com a construção de uma luxuosa pousada em 1993, passou a receber turistas de todas as partes do país. A natureza exuberante é a principal atração da Ilha do Papagaio. Cerca de 80% de sua área total, 142 mil metros quadrados, são cobertos por Mata Atlântica. Além disso, no inverno, a ilha recebe a visita das baleias francas, que procriam e amamentam seus filhotes.

Algumas aves marinhas, como trinta-reis, também surgem esporadicamente. Há ainda sete trilhas para caminhadas e barcos para observação de baleias e visita às ilhas da região, dos Corais, do Campeche, Moleques do Sul e Três Irmãs, entre outras. Para chegar lá é só seguir pela BR-101 no sentido Porto Alegre. São 31,5km até o acesso da estrada da Praia do Sonho. Nessa estrada, é só seguir cerca de 8 quilômetros até a Ponta do Papagaio. Há um estacionamento no fim da praia da Ponta do Papagaio. De lá saem os barcos para fazer a travessia de aproximadamente três minutos até a ilha.


Ilhas Três Irmãs

 

Localizadas ao sudoeste da Ilha de Santa Catarina, entre as praias de Naufragados e Pântano do Sul (em frente à Ponta dos Frades), as Três Irmãs é uma cadeia composta por três ilhas: Irmã Pequena, Irmã do Meio e Irmã de Fora. Elas apresentam diferentes formatos e tamanhos, separadas apenas por canais de meia milha de largura. Além disso são altas e cobertas de mata, destacando-se em alguns pontos um rochedo acinzentado. Suas costas são todas escarpadas, batidas por grandes ondas e isentas de qualquer praia.



Outros   Voltar ao topo da página

 

Rio da Madre

 

O Rio da Madre é uma das belezas naturais que contribui para que a Guarda do Embaú seja uma das praias mais lindas do país. Para ter acesso à praia, é necessário atravessar o rio, que desfila suas águas em frente à vila, desembocando no mar após formar uma pequena praia entre as rochas. A travessia pelo Rio da Madre além de oferecer uma ótima opção de lazer, proporciona um visual fascinante da natureza.


Pedra do Urubu

 

Outra boa alternativa de lazer é subir a Pedra do Urubu, na Guarda do Embaú, através da trilha que fica às margens do Rio da Madre, no morro do canto norte. O passeio é inesquecível e permite uma visão espetacular da praia da Guarda e da Pinheira.


Cachoeiras

 

Há diversas cachoeiras e corredeiras no município de Palhoça, porém as principais são: cachoeira do Pontal que desce a montanha do Cambirela, a cachoeira do Araçá que deságua no Rio Cubatão, as cachoeiras do Maciambú, que descem os montes do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e a cachoeira do Sertão do Campo.


Rio e Cachoeiras do Maciambú

 

Localizada no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, a bacia do Maciambú, mantém-se dentro dos limites do parque desde a sua nascente até a sua foz. Passando por uma trilha de 1.000 metros, pode-se observar a fauna e a vegetação do Parque, piscinas naturais de águas verdes, quedas d'água e algumas ruínas. Lá também fica o rio Maciambú com uma piscina natural de aproximadamente 3 metros de profundidade. O rio corre pela mata, forma um imenso lago, e se divide em duas quedas, formando outro lago logo embaixo. Um cenário paradisíaco onde ficam as cachoeiras do Maciambú.

Parque Estadual da Serra do Tabuleiro

 
O Parque Estadual da Serra do Tabuleiro é considerado a maior unidade de conservação do Sul do Brasil, com 90 mil hectares, o equivalente a aproximadamente 1% do território de Santa Catarina. O local engloba as ilhas de Araçatuba, Papagaio Pequeno, Três Irmãs, Moleques do Sul, Siriú, Coral e dos Cardos, além de áreas de nove municípios catarinenses: Florianópolis, Palhoça, Santo Amaro da Imperatriz, Águas Mornas, São Bonifácio, São Martinho, Imaruí, Garopaba e Paulo Lopes.

Na variada vegetação existente no Parque estão as cinco das seis paisagens botânicas que ocorrem no Estado. O Parque da Serra do Tabuleiro inicia com a Restinga, no litoral, ao subir a serra, alcança o planalto, em meio à vegetação dos Pinhais, passa pela Floresta Pluvial da Encosta Atlântica, vegetação da Matinha Nebular e os Campos de Altitude da chapada da serra. Os rios e córregos da área são responsáveis pelo fornecimento da água potável de toda a região da Grande Florianópolis.

Dentro do parque existem também diversos registros deixados pelos povos que habitaram o local há milhares de anos. Além disso, o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro oferece diversas atividades para o ecoturista, como: caminhadas, rapel, casading, banhos de cachoeiras, vôo livre, asa delta entre outros esportes de aventura. A sede do Parque fica na BR-101, km 238, em Palhoça.

Parque Ecológico Municipal

 
Com uma área de aproximadamente 2081 km², o Parque ocupa a faixa de beira mar que vai do Patural até a Ponta do Tomé. A vegetação é típica de bosque de mangue e outros tipos de vegetação. Apesar de criado, ele continua no seu estado natural, sendo devastado com aterros, poluentes, esgotos, ocupação e destruição de sua fauna e flora.

Pico do Cambirela

 

O Pico do Cambirela ou Morro do Cambirela, com 1.043 metros de altitude, é o ponto culminante do parque Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e a montanha mais alta e com maior dificuldade de se chegar da região. De seu topo é possível ter uma vista espetacular de toda a Ilha de Santa Catarina e do maior aglomerado urbano do Estado, formado pelas cidades de Florianópolis, São José e Palhoça. O desejo de subi-lo é um sonho almejado por grande parte da população. Muitas pessoas chegam a se preparar anos para conquistar o cume.


Pedra Branca

 
Quem gosta de caminhar por trilhas e apreciar a exuberante vegetação da Mata Atlântica, bromélias, orquídeas, além da variedade de pássaros é uma boa alternativa. Localizada entre a cidade de São José e Palhoça, no Morro da Pedra Branca, é a maior pedra da região, com 500 metros de altitude.

O local é freqüentado principalmente por moradores da região, que gostam de praticar motocross e off road. Do alto do morro avista-se a parte sul da Ilha de Santa Catarina e mais de perto, o Rio Cubatão, principal manancial que abastece a Grande Florianópolis. O acesso se dá através do bairro do Sertão do Imaruim, à direita da BR-101, sentido Porto Alegre. Chega-se também através da Colônia Santana, sentido São Pedro de Alcântara.

 



Copyright 2002 - 2013 - Multinet Sistemas Ltda
Guia Santa Catarina - Guia Floripa
Todos os direitos reservados
Fale conosco
 

 
Cidades:
Araranguá
Balneário Camboriú
Barra Velha
Blumenau
Bombinhas
Garopaba
Governador Celso Ramos
Itajaí
Itapema
Jaragu� do Sul
Joinville
Lages
Laguna
Palhoça
Penha
Piçarras
Piratuba
Porto Belo
Santo Amaro da Imperatriz
São Francisco do Sul
Treze Tílias
Florianópolis
Guia Floripa - O Endereço de Florianópolis na Internet